Casa » Crustáceos » Sopa de nada Descarga de libros electrónicos de minería de texto

Sopa de nada Descarga de libros electrónicos de minería de texto

Obtenga el libro de Descarga de libros electrónicos de minería de texto Sopa de nada PDF iBook EPUB 978-8498712971 en formato PDF o EPUB. Puedes leer cualquier libro en línea o guardarlo en tus dispositivos. Cualquier libro está disponible para descargar sin necesidad de gastar dinero.

Sopa de nada Descarga de libros electrónicos de minería de texto
  • Libro de calificación:
    4.32 de 5 (170 votos)
  • Título Original: Sopa de nada
  • Autor del libro: Darabuc
  • ISBN: 978-8498712971
  • Idioma: ES
  • Páginas recuento:36
  • Realese fecha:1996-6-28
  • Descargar Formatos: EPUB, PDF, ODF, PGD, DJVU, TORRENT, AZW, TXT
  • Tamaño de Archivo: 14.32 Mb
  • Descargar: 3170
Secured

Sopa de nada Descarga de libros electrónicos de minería de texto

O autor recupera uma antiga receita, a da Sopa de pedra, um conto popular que, tal como acontece frequentemente com os contos de origem tradicional, apresenta diferentes versõ-es consoante o país.
Darabuc, conhecedor desta rica tradiç-ã-o, inspira-se nela mas reelabora os ingredientes e cozinha uma Sopa de Nada, pessoal, moderna e com grandes doses de humor. O resultado é uma fábula com que as crianç-as aprenderã-o a importâ-ncia de partilhar e de se ser solidário. E além disso, descobrirã-o que, para superar situaç-õ-es de necessidade e dificuldades, muitas vezes só é preciso um pouco de engenho e imaginaç-ã-o.

Os protagonistas, tal como em quase todas as fábulas, sã-o animais. Neste caso, Maria Raposa e Joã-o Gato, dois astutos que um belo dia chegam à-s portas de um palácio a pedir comida. Ali vive o avarento do Joã-o Rato que nã-o lhes quer dar nada, e eles entã-o oferecem-se para lhes preparar uma sopa prodigiosa, a sopa de nada.
O autor joga com o simbolismo das personagens uma vez que, tanto a raposa como o gato sã-o animais a que o imaginário coletivo atribui características como a inteligê-ncia ou a astúcia. E outro tanto se pode dizer do rato, animal associado tradicionalmente à- avareza.
Darabuc aposta numa estrutura dialogada em que as réplicas e contrarréplicas sempre engraç-adas das personagens fazem avanç-ar a história. O esquema, que em linhas gerais se mantém fiel à- tradiç-ã-o, é o seguinte: Maria Raposa sugere algum ingrediente com que a sopa ficaria muito melhor e Joã-o Rato, que nã-o se apercebe da artimanha, aceita de bom grado dá-lo, porque só se trata de um ingrediente sem importâ-ncia.
A repetiç-ã-o de todos os ingredientes cada vez que se adiciona um novo, para além de contribuir para o ritmo da história, brinda os mais pequenos com uma oportunidade de ouro para trabalharem algumas das unidades de medida (pitada, fio, punhado, enfiada) mais habituais na cozinha.
Reforç-am também o ritmo da narraç-ã-o outros recursos como a medida dos versos ou a presenç-a de fórmulas que se repetem do princípio ao fim.